Coronavirus

Devido ao aumento atual de casos de COVID-19, pedimos aos nossos pacientes para irem ao centro sem acompanhantes.

Cuidamos uns dos outros.

Perguntas frequente

Sim, temos como prioridade a atenção e o cuidado de nossos pacientes, por isso seguimos adiante os protocolos recomendados por autoridades sanitárias para minimizar o risco de contágio do coronavírus. É importante esclarecer que não existem provas científicas que demonstrem a existência de contágio através da reprodução assistida.

Como mencionado anteriormente, não existem atualmente evidências que demonstrem que o COVID-19 é transmitido através de tratamentos de Reprodução Assistida. De qualquer forma, oferecemos aos nossos pacientes a possibilidade de realizar as consultas virtualmente para o seguimento de cada caso através de vídeo chamada com os especialistas, que indicarão se é recomendável continuar com o tratamento.

Os nossos pacientes podem escolher se preferem fazer a sua consulta online ou presencial. Outra informação útil para os nossos pacientes do plano de saúde do OSDE é que devem usar a sua Credencial Digital para acessar os nossos serviços. Se não a tiverem, precisam baixar o aplicativo correspondente a partir da App Store ou do Google Play. Com esta credencial, a nossa equipe de atendimento ao paciente poderá fornecer as indicações para agendar a sua consulta. Aqueles que têm Omint, precisam do seu cartão inteligente digital, também disponível na App Store ou no Google Play, descarregando a aplicação OMINT. Ao solicitar uma marcação para uma consulta virtual, poderá escolher o especialista, data e hora da consulta. A nossa equipe de atendimento ao paciente lhe enviará um e-mail com o link para acessar à videochamada, de acordo com as informações fornecidas.

Além dos protocolos que adotamos para evitar a propagação da COVID-19 e para garantir a segurança dos nossos pacientes, devem ser tidos em conta os seguintes preceitos: Os pacientes não devem vir ao nosso centro se apresentarem ou tiverem apresentado nos últimos 14 dias febre, tosse, sintomas respiratórios ou se tiverem estado em contato com uma pessoa diagnosticada com COVID-19  nos últimos 10 dias. Nos casos descritos acima, pede-se ao paciente que informe o seu médico para que possa acompanhá-lo e marcar uma nova consulta logo que esteja em condições de comparecer. Quando omparecer à consulta presencial, o paciente deve usar uma máscara. A nossa equipe o acompanhará a todo o momento para lhe fornecer as informações necessárias e, quando chegar o momento de ir ao centro cirúrgico, um assistente de consulta te mostrará como realizar o processo de higienização para que o possa fazer corretamente. Da mesma forma, todas as nossas áreas de circulação estão sujeitas a rigorosas normas de desinfecção.

Não há informação científica que indique que a gravidez seja um fator de risco de contágio, mas é necessário tomar as mesmas medidas preventivas que o resto da população.

As recomendações das autoridades sanitárias do nosso país para reduzir a probabilidade de infecção pela COVID-19 são:

  • Utilização de uma máscara.
  • Higiene das mãos adequada e frequente: com soluções à base de água e sabão e álcool (por exemplo, álcool em gel).
  • Respeitar a distância social, dois metros de distância de outras pessoas.
  • Cobrir o nariz e a boca com o interior do cotovelo ou usar um lenço descartável ao tossir ou espirrar.
  • Ventilar as salas.
  • Evite o contato próximo com pessoas que sofrem de infecções respiratórias agudas.
  • Não compartilhe bebidas, comida, pratos, talheres, copos, celulares ou objetos pessoais com ninguém.
  • Evitar todo o contato físico, como beijos, abraços ou apertos de mão.
Pesquisar